Quais informações devo incluir no currículo?

0

Você se pergunta por que, mesmo preenchendo os requisitos da vaga, nunca é chamado(a) para entrevista?

O problema pode estar na estrutura do seu currículo e nas informações que você insere ou deixa de inserir! Veja a seguir como elaborar um bom currículo e aumente suas chances na busca por um novo emprego:

1. DADOS PESSOAIS

Inicie com seu nome completo, sem abreviações e com tamanho de fonte maior que o restante do conteúdo. Essa é sua principal identificação, destaque-se, chame atenção para quem você é!

Na sequência liste seu endereço completo, CEP, Cidade, Estado e Contatos (telefônico, e-mail e Linkedin).

Dados de RG e CPF não são necessários e pode ser muito perigoso elencá-los. Além disso, informações como nacionalidade, idade e estado civil caíram em desuso e também não se fazem mais necessárias.

2. OBJETIVO

O próximo passo é incluir a área ou o cargo que você almeja. Esse campo é importante para que o recrutador tenha clareza sobre sua pretensão profissional. O ideal é elencar no máximo dois cargos; caso sua atuação abranja diferentes áreas, elabore currículos personalizados para cada vaga que você se candidatar.

Dica: Se você está em transição de carreira, ter o objetivo definido é ainda mais importante. Customize também o conteúdo enfatizando as palestras, treinamentos e atividades que você realizou, ainda que pontuais, relacionadas à nova posição pretendida.

3. FORMAÇÃO ACADÊMICA

Relacione sua trajetória acadêmica dos títulos mais recentes aos mais antigos, sempre em ordem decrescente.

Modelo: Curso, Instituição de Ensino, Cidade/Estado, Ano de conclusão.

Caso esteja cursando coloque o ano previsto de término. Não é necessário incluir onde você realizou o Ensino Médio, salvo você esteja em busca do primeiro emprego ou se o ensino médio técnico tiver relação ao cargo que você deseja ocupar.

4. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS

Assim como a formação acadêmica, as experiências também são colocadas em ordem decrescente.

Modelo: Nome da Empresa, Período de colaboração (mês e ano de início e término), Cidade/Estado, Cargo, principais atividades desenvolvidas – Lembre-se de ser breve e objetivo. Caso você tenha passado por promoções, coloque o último cargo assumido na instituição.

Seja preciso. Se você possui muitas experiências profissionais, relacione as três mais relevantes à vaga a qual você está se candidatando.

Dica: recheie seu CV com palavras-chaves! Quando nós, recrutadores, buscamos um profissional, há uma série de atividades e competências técnicas que esperamos que ele tenha e é por essas palavrinhas que buscamos o candidato ideal. Aposte nos termos que são importantes para a posição que você almeja!

5. IDIOMAS

Após as experiências, enumere os idiomas que você domina e seu nível de proficiência. Existe uma classificação internacional de referência para línguas, utilizá-la permitirá ao RH um melhor panorama sobre o seu conhecimento.

Vivências internacionais e intercâmbios são bastante apreciados pelas empresas, evidencie-os.

Vale lembrar que o idioma pode ser testado em entrevistas, inflar o conhecimento não é uma boa tática.

6. CURSOS

Nesse item você pode listar outras especializações, como: cursos complementares, certificações, treinamentos e workshops.

7. INFORMÁTICA

Possuir conhecimentos em informática pode ser um diferencial interessante. Especifique seu nível de habilidade em sistemas, tecnologias e ferramentas.

8. INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Aqui você pode listar informações que julgue relevantes, tais como: trabalhos voluntários, carteira de habilitação, disponibilidade para viagens e mudança, etc.

Quando uma vaga é divulgada, esperamos um grande volume de currículos e gerenciamos nosso tempo para conseguir filtrar com rapidez os candidatos mais alinhados. Portanto, lembre-se: menos é mais! Uma página é suficiente para destacar suas principais habilidades e percurso profissional, mais que isso pode tornar seu CV muito cansativo para quem avalia.

Seja claro, objetivo e honesto nas informações inseridas, buscando manter a coerência com o que de fato é relevante para a vaga.

Preocupe-se com a estética do seu currículo, atente-se aos detalhes e dedique alguns minutos para revisar o texto a fim de evitar erros gramaticais e/ou de concordância.

Seguindo essas dicas, suas possibilidades certamente aumentarão! E se você ainda ficou com alguma dúvida ou deseja mais informações sobre algum ponto específico, mande-me uma mensagem. 🙂

Millene Bittencourt